Partidos registram candidaturas a deputado estadual e federal no TRE

O PSOL vai sair sozinho nas eleições deste ano com a candidatura de Nelson Júnior para o Governo, tendo como vice Ana Júlia.Os candidatos a senadores serão Marcus Dias e Edgar Malagodi. O partido ainda terá na proporcional nove candidatos a deputado federal e 12 estaduais.Todas as candidaturas foram registradas nesta segunda-feira no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

Já o PSL terá 16 candidatos a deputado estadual e três federais. O Partido Verde (PV) vai para disputar com seis candidaturas a deputado estadual e duas para a Câmara Federal. “Vamos apoiar para governo o ex-prefeito Ricardo Coutinho e para o Senado o ex-governador Cássio. O outro apoio para o senado quem vai nos orientar é Cássio”, informou o presidente da legenda, Sargento Dênis, que vai tentar retornar à Assembleia Legislativa.

O Partido Republicano (PR) tem no páreo eleitoral oito postulantes ao Legislativo Estadual e três candidatos a deputado federal: Wellington Roberto, que tentará a reeleição, Philemon Rodrigues, que busca retornar a Câmara e a empresária Auzenir Rodrigues.

O PPS terá 16 candidatos a deputado estadual e um federal, que é Walter Brito. Já o Partido dos Trabalhadores (PT), além de ter o deputado estadual Rodrigo Soares como candidato a vice na chapa encabeçada pelo governador José Maranhão (PMDB), contará na disputa da proporcional com 27 candidatos a deputado estadual e 10 federais.

O PTB terá oito candidatos a deputado estadual, três postulantes a vagas na Câmara e o vereador Tavinho Santos como segundo suplente do candidato a senador Vital Filho (PMDB).

O PSB, que tem como candidato ao Governo, o ex-prefeito Ricardo Coutinho, concorrerá às eleições proporcionais com 13 candidatos a deputado estadual e quatro federais. Os dados do PSB foram informados por Alexandre Urquiza (secretário geral do partido no Estado). O advogado da legenda, Ricardo Sérvulo, alegou, por sua vez, que não tinha as informações sobre o número de candidatos e as coligações porque estava ocorrendo um problema no sistema de geração de informações de dados do TRE, denominado de Candex.

Já o secretário de Tecnologia da Informação da Corte Eleitoral paraibana, José Cassimiro Júnior, negou que estivesse ocorrendo alguma dificuldade no acolhimento e organização dos dados. Ele afirmou que o sistema estava funcionando normalmente e chegou, inclusive, a entrar em contato com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: