Enivaldo atribui rompimento do PP ao lançamento de Romero a federal

O ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro comentou hoje na Rede Paraíba Sat o rompimento de seu partido, o PP, com o grupo político de Ricardo Coutinho (PSB). Ele lamentou a exclusão da filha, a vereadora Daniella Ribeiro, da posição de vice na chapa do PSB, mas atribuiu principalmente ao lançamento da candidatura de Romero Rodrigues (PSDB) a federal a decisão de migrar da base de Ricardo Coutinho para o apoio a José Maranhão (PMDB).

– Lançaram vários nomes. Só não podia ser Daniella. A verdade era essa. Foi se estreitando esse problema e Daniella passou a ser excluída. Para não criar problema, aceitamos que Rômulo fosse candidato a vice. Ele era mais um do PSDB. De repente, tomamos conhecimento da candidatura de Romero Rodrigues, que não estava de maneira alguma no acordo. Rômulo esteve na casa de Agnaldo e Agnaldo foi muito franco, dizendo que a gente não aceitaria e que o PP estaria fora. Depois, telefonou para Nonato [Bandeira] e disse que a gente estaria fora porque o acordo foi quebrado. Explicou isso também a Ricardo [Coutinho]. Cássio fez um apelo, mas Agnaldo disse que aceitaria se fosse retirada a candidatura de Romero. Ele retornou dizendo que havia sido um pedido de Sérgio Guerra [presidente nacional do PSDB] e que era importante para o partido. Para o PSDB, tem tudo. Para a gente, não tem nada.

Segundo Enivaldo, apesar da coligação formal com o PMDB na majoritária, os filiados ao PP estão liberados para votar em quem quiserem para o Governo:

– Quem quiser, vota em Maranhão, quem quiser votar em Ricardo Coutinho, vota.

Ainda segundo Enivaldo, o acordo que resultou na composição com o PMDB também contemplou a divisão de bases eleitorais. Ele, contudo, não revelou quais seriam.

Sobre o ex-senador Ney Suassuna (PP), Enivaldo declarou que o empresário havia sido convidado para um jantar onde não havia espaço na mesa. Ele, contudo, negou que Suassuna não estivesse filiado ao PP, como chegou a ser especulado no dia de ontem. Sobre o apoio para o Senado, Enivaldo declarou que não há ainda posicionamento definido e que o partido vai avaliar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: