Cenário de guerra no Cariri

Insegurança e medo. Esta era a sensação dos moradores de três cidades do Cariri paraibano na manhã de ontem. Em um intervalo de apenas oito horas, grupos armados causaram terror nos municípios de Aroeiras, Umbuzeiro e Serra Branca. Nos dois primeiros eles explodiram as agências do Banco do Brasil com dinamite e danificaram seis caixas eletrônicos. Já em Serra Branca, os bandidos assaltaram a agência do mesmo banco, fizeram 20 pessoas como reféns e levaram três malotes junto com dois seguranças que foram liberados durante a fuga.

Em Aroeiras e Umbuzeiro os bandidos agiram de forma simultânea. Nas duas cidades as invasões ocorreram por volta das 3h. Em Umbuzeiro, quatro assaltantes chegaram em um Eco Sport, de cor preta. Encapuzados e fortemente armados com pistolas e espingardas, os bandidos não se intimidaram com a festa de São Pedro, que era promovida no Centro, e renderam dois vigilantes da prefeitura que faziam rondas noturnas.

“Eles renderam os dois vigilantes epediram para eles irem embora, já que o grupo iria roubar o banco. Eu moro próximo do banco e ouvi a explosão, mas pensei que fossem os fogos de artifício”, comentou o funcionário público José Clementino Braga, 52 anos.

Os bandidos arrombaram a porta da agência. Em seguida, eles instalaram os explosivos nos caixas eletrônicos e fizeram a detonação. Três máquinas foram parcialmente destruídas e os cofres violados. A gerência local do banco não informou à polícia quanto foi levado, no entanto, estima-se que pouco dinheiro existia no local, visto que ontem foi decretado feriado municipal e a agência não havia sido reabastecida. Esta foi a quinta vez que o BB de Umbuzeiro foi alvo dos ladrões em menos de três anos.

Umbuzeiro

A pouco mais de 35 Km de Umbuzeiro, mais cinco bandidos em um veículo Pajero, de cor preta, chegavam na cidade de Aroeiras. Lá, onde no mês de fevereiro passado os ladrões já haviam arrombado a mesma agência e efetuaram um roubo que lucrou mais de R$ 150 mil, o grupo agiu de forma ainda maisaudaciosa.

Com o auxílio de explosivos em gel os ladrões destruíram parcialmente toda a estrutura do prédio. Janelas e portas de vidro ficaram estilhaçadas, o teto e as paredes foram afetados e três caixas eletrônicos violados. Em dois deles, o grupo conseguiu abrir os cofres internos. No terceiro, o explosivo falhou e o bando fugiu, levando parte da máquina dentro do próprio carro.

Para o delegado de Polícia Civil, Henry Fábio Bandeira de Brito, os ladrões também não se intimidaram com a festa de São Pedro que acontecia na cidade. A autoridade acredita que no momento que os bandidos estavam dentro do banco, outros membros da quadrilha estavam do lado de fora, dando cobertura. “Essa é a hipótese mais provável. Não acredito que eram apenas cinco. Desta vez, eles agiram com audácia e quase destruíram toda a estrutura física do prédio”, completou.

Apesar das agências serem dotadas de sistema de segurança com alarme e câmeras de vídeo, como os ladrões utilizavam capuzes, a polícia terá mais trabalho na identificação dos autores do arrombamento.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: