Babá que agrediu bebê em Pernambuco presta depoimento

A babá que foi flagrada agredindo um bebê de sete meses em Igarassu, em Pernambuco, foi nesta segunda-feira (26) à delegacia para prestar depoimento. Os pais desconfiaram da babá depois que o comportamento do menino mudou. Veja como identificar essas mudanças na reportagem.

As imagens da câmera que os próprios os pais decidiram instalar em casa mostram os maus tratos. Primeiro a babá aparece jogando água no rosto do bebê de sete meses duas vezes. Depois ela dá tapas na mão e na perna do menino. Em uma imagem, a empregada segura a criança pelo pescoço e a joga no sofá. As imagens também indicam abuso sexual.

Se as denúncias forem confirmadas, Angela Cristina, de 38 anos, pode ser indiciada por crimes de estupro e tortura. Ela trabalhava há dois meses na casa da família.

“Eu tinha muitas referências, e também o comportamente dela na minha frente era ótimo”, diz Alexsandra Malvino de Santana, mãe do bebê.

Angela Cristina prestou depomento nesta segunda-feira de manhã no Recife. Como não há pedido de prisão preventiva contra ela, a babá deve permanecer em liberdade até o término das investigações.

O primeiro alerta veio dos vizinhos. O choro alto e frequente do bebê passou a incomodar, mas os pais só começaram a desconfiar da empregada, depois de notar uma mudança no comportamento do filho. A criança demonstrava irritação, dificuldade para dormir e medo de ser tocado.

“Inclusive até com a pediatra dele que o acompanha desde o nascimento. A partir do momento que ela foi fazer o exame, tirar a fraldinha, ele chorava de uma forma que a gente ficou abismado. Parece que ele estava muito assustado, era um choro de medo”, diz Cláudio Dutra Sampaio, pai da criança.

“Ass imagens nos mostram que há maus tratos e talvez até um abuso sexual”, diz Zanelli Alencar, delegado.

De acordo com os psicólogos, a criança que sofre abusos e agressões, apresenta alterações de comportamento.

“Como ela não fala, ela vai mostrar com choro, apatia, falta de apetite, sono, pesadelos, ou falta de sono. Tudo isso vai fazer com que a gente perceba que a criança está com alguma coisa ”, Maria Luiza Viana

Assita a repotagem clicando aqui

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: