Jogadores do Campinense cruzam os braços e exigem pagamento de salários

Na reapresentação do elenco do Campinense na manhã de ontem no Renatão, os jogadores fizeram uma reunião com comissão técnica e diretoria rubronegra reivindicando o pagamento de salários atrasados. Segundo os atletas, na semana que vem irá completar dois meses dos vencimentos em atrazo, o que os fez cruzarem os braços e se recusarem a participarem do treino.

Diretores da Raposa apontaram que os seguintes jogadores: Pedro Paulo, Anderson Kamar, Nem, Juá e Marquinhos Marabá foram os que cobraram com mais veemência as quantias em atraso, o que gerou discussão ainda no gramado. Ricardo Miranda, capitão do time, foi o único a querer dar mais um “crédito” à executiva, o que revoltou o grupo. Com isso, o volante preferiu deixar o clube, e será o primeiro a não participar do clássico de amanhã contra o Treze pela terceira rodada do quadrangular final.

Mas para quem pensou que a confusão havia terminado, se enganou. Quando chegava ao clube durante à tarde, Marabáfoi surpreendido por um torcedor, que o provocou chamando-o de ‘aleijado’, referindo-se a cirurgia que o atacante fez no joelho, e ao grande tempo que passou para se recuperar.

Irritado, Marabá partiu para vias de fato com o torcedor, que desferiu um soco no rosto do jogador. Por estar com uma chave na mão, Marquinhos acabou sofrendo um corte provocado pelo contato com o objeito. Revidando, o atacante atirou várias pedras no oponente, que se dirigiu a um veículo tomando destino ignorado. Minutos depois, dois policiais militares chegaram ao local para tentar acalmar os ânimos, mas nem o jogador muito nemos o torcedor do Campinense se encontravam ainda no Renatão.

Há um dia do jogo que poderá decidir a vida do time de Freitas Nascimento no Paraibano, já que a Raposa está com três pontos na fase decisiva, contra seis do rival, um resultado que não seja a vitória pode eliminar de vez o rubronegro da competição. Pensando nisso, a diretoria e comissão técnica ainda não se posicionaram sobre se os líderes do grupoque reivindicaram o pagamento dos salários, irão ou não ser afastados da partida contra o Galo.

Apenas Israel Sousa, que recebeu o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática, e Ricardo Miranda que deixou o clube por não concordar com a decisão dos demais jogadores, não entrarão em campo. Uma reunião hoje entre diretoria, comissão técnica e jogadores, está marcada para decidirem quais as medidas a serem tomadas e evitar um ‘racha’ maior no elenco.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: