Briga leva PSOL a ter dois sites no ar ao mesmo tempo

Uma disputa interna para escolher quem vai ser o candidato do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) à Presidência resultou em acusações de manipulação de números e “sequestro” do site nacional do partido. Em campanha para disputar a corrida presidencial pelo PSOL, os pré-candidatos Plínio de Arruda Sampaio, Martiniano Cavalcanti e Babá tentam conquistar o maior número de delegados para a Conferência Nacional que escolherá o candidato do partido, a ser realizada nos dias 10 e 11 de abril, no Rio de Janeiro.

E foi nessa disputa por delegados que começou a desavença que levou o PSOL a ficar com dois sites no ar ao mesmo tempo – o antigo, www.psol.org.br e o recém-criado www.psol-nacional.com.br. Em uma nota publicada no então único endereço nacional da legenda na internet, o secretário-geral do partido, Afrânio Boppré, dizia que “dados fictícios e irreais” circulavam internamente no PSOL apontando um dos pré-candidatos [Cavalcanti] como vitorioso.

Uma parcela da Executiva Nacional, liderada pela presidente do partido, a ex-senadora Heloísa Helena, achou a publicação da nota ofensiva e resolveu, na madrugada do dia 25 de março, tirar o site do ar, por considerar que “ele estava sendo utilizado de forma parcial por uma fração da direção do PSOL que apoia a pré-candidatura de Plínio de Arruda Sampaio”. Segundo nota assinada por Heloisa Helena e outros seis integrantes da Executiva Nacional, a atitude foi “absolutamente tranquila e pensada”.

Não foi o que pensaram Boppré e o secretário de Comunicação do partido. Em outro comunicado da guerra virtual de notas, afirmaram que a “operação foi realizada a revelia dos responsáveis pelo site, a Secretaria de Comunicação e a Secretaria Geral”, que “além de alterar o controle do site, modificou senhas e invadiu o e-mail da Secretaria Geral, que recebia as informações da realização das plenárias municipais”. Para os secretários, “trata-se de um assunto da maior gravidade que busca inviabilizar a realização da Conferência para escolha das candidaturas do PSOL”.

No dia 26, a Secretaria de Comunicação criou o novo site (www.psol-nacional.com.br) e passou a afirmar que este é o que realmente representa o partido. O antigo (www.psol.org.br), que ficou por um tempo fora do ar, voltou a funcionar, mas com conteúdo extremamente reduzido – mostrando apenas informações sobre a Conferência Nacional. No endereço www.psol.org.br/nacional, entretanto, ainda é possível ver o antigo site original, que funciona de maneira precária – a última atualização é de setembro de 2009.

Agora, resta saber se a Conferência Nacional conseguirá reunir o partido – e os sites – e se o seu resultado será aceito pelos perdedores. Militantes da legenda temem ainda que a desavença possa ter consequências mais graves a médio ou longo prazo – como um racha que separaria o partido em dois – o PSOL já surgiu de um racha, quando uma corrente mais a esquerda resolveu sair do PT e fundar a nova legenda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: